Arquivos de Categoria: Curiosidades

O mercado de startups vai crescer em 2018?

Como será o próximo ano para o modelo de trabalho do futuro? Este artigo traz algumas tendências

 

No ano de 2012, o Brasil acumulava um total de 2,5 mil startups em todo o território nacional. De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), órgão representante do setor, no ano passado esse índice já reunia 4,2 mil empresas.

O crescimento vertiginoso desses números parece ser suficiente para dizer que o mercado de startups vai crescer em 2018, correto? Bom, a equação não é assim tão simples.

Se por um lado as iniciativas são numerosas e parecem, cada vez mais, fazer parte do nosso dia a dia – note que, gradativamente, nem é mais preciso explicar o significado da palavra startup ou mesmo outros termos presentes no vocabulário, como é o caso dos investidores-anjo.

No entanto, é sempre importante dizer que, diante de países como o Estados Unidos ou outras nações da Europa, o país ainda atravessa estágios bem iniciais de evolução.

Para fazer previsões mais positivas para o próximo ano, é preciso fazer uma análise mais ampla.

 

Mercado de startups deve crescer se a economia melhorar

Uma eventual recuperação no cenário econômico brasileiro no ano de 2018 pode resultar, consequentemente, em um terreno mais fértil para a expansão no crescimento do mercado de startups no Brasil.

Essa conclusão foi apresentada em artigo recente da revista Época Negóciossobre o ecossistema de startups no território nacional.

Quando se fala de um ano economicamente mais positivo, com um possível controle da inflação e baixa da taxa de juros, é possível esperar por um melhor cenário para as startups, com o consequente aumento no poder aquisitivo da população.

Esses números, porém, também são atingido diretamente por políticas econômicas que podem atenuar a curva de crescimento. É o caso, por exemplo, da alta de impostos para players desse novo setor da economia – como o que ocorreu este ano no Brasil, para os investidores-anjo.

 

Como será trabalhar em startups em 2018

De acordo com tendências do mercado de trabalho, demonstrada tanto interna quanto externamente, o ano de 2018 deve apresentar novas formas disruptivas de lidar com o ambiente profissional.

Uma dessas fortes características – que se mostraram intensas em 2017 e devem ser ainda maior no próximo ano – é o distanciamento da figura do escritório da forma como conhecemos hoje.

Nesse âmbito, estão o home office, os cada vez mais numerosos coworkings e, até mesmo, propostas como as que estão no DNA da Knowe, que é o de levar o aprendizado de forma mobile, em tempo real, usufruindo toda a potencialidade das videoconferências.

 

Leia também: Como as videoconferências ajudam no trabalho e na educação

 

Outra tendência muito forte no mercado de trabalho serão estritamente ligadas à inovação tecnológica com o uso, cada vez maior, de recursos como chatbots e inteligência artificial – para citar apenas dois.

No caso dos chatbots, esqueça as versões mais limitadas e repetitivas que conhecemos até agora – estamos falando de recursos autônomos, dinâmicos, divertidos e com alta capacidade de autoaprendizagem.

A inteligência artificial, por sua vez, será intensificada com o gigantesco número de informações disponíveis no Big Data.

 

A informação como ferramenta fundamental

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e inovador, uma meta interessante para se investir em 2018 é estar constantemente em busca de informações (com qualidade e relevância, é claro).

O sistema de mentorias da Knowe possibilita a interação com a área de atuação de seu interesse – pode ser Marketing, RH, Carreira Internacional, entre tantas outras.

O grande diferencial da startup é a qualidade desse conteúdo, que é conduzido pelos advisors da Knowe, que vão operar como facilitadores nesse processo de aprendizagem.

Conheça hoje mesmo essa experiência inovadora.